Seu voto tem valor ou preço?

postado em: Notícias | 0

            Meu falecido pai, Admar Barcelos, era um operário que não sabia ler e nem escrever. Meu pai nunca me deu nenhum conselho, mas foi à pessoa com quem aprendi as coisas mais importantes de minha vida. Uma delas é que existem coisas nesse mundo que não tem preço porque tem valor. O caso do voto é uma dessas coisas que não tem preço, pois tem valor. Vivemos um tipo de sociedade em que muitos se acostumaram a achar que tudo tem seu preço. Diga-se que esta é uma visão que nasceu entre os economistas clássicos e se espalhou pelo mundo afora.

 

            Quando algum candidato lhe procurar para buscar seu voto pense se ele seria capaz de comprá-lo. Se desconfiar que ele fosse capaz de fazer isso fuja desse candidato. Ele não merece seu voto, pois o trata como uma mercadoria e que, como tal, tem um preço e assim pode comprá-lo. Pense um pouco mais e vai perceber que se o seu voto pode ser comprado o que mais em você está à venda? Um braço, uma perna, um rim, uma córnea, sim porque se alguém acha que pode comprar seu voto bem que pode entender, também, que você está todo à venda. Aquele cidadão que vende seu voto está vendendo sua cidadania, sua honestidade, sua dignidade, enfim, está abrindo mão do seu direito fundamental numa democracia que é votar livre e soberanamente.   

 

          Quando falo em vender o voto isso não significa, exclusivamente, receber em troca dinheiro. Essa venda de voto pode acontecer de várias maneiras. Por exemplo, quando algum candidato oferece algum favorecimento pessoal ao eleitor. Aquele que aceita trocar seu voto por uma promessa de emprego futuro, por uma passagem para uma viagem, por um punhado de tijolos para aumentar sua casa também está vendendo seu voto. Pense cidadão que o preço que você está recebendo pelo seu voto é diretamente proporcional ao preço de sua dignidade, de sua honestidade. É o preço que você acredita que merece. Então não venha depois falar mal dos políticos e dizer que a política é feita por desonestos e corruptos. A política é feita por vereadores, deputados, prefeitos, enfim por candidatos que se elegeram porque foram votados por todos nós. Se você não vê diferença entre preço e valor pode vender seu voto. Agora se você acredita que tem coisas que não tem preço porque tem valor, então, não venda nem troque seu voto por nada. Se você não vê sentido em votar em nenhum dos candidatos que está se apresentando tem, ainda, a alternativa de votar em branco ou anular seu voto. Não estou defendendo nenhuma dessas opções, apenas estou lhe mostrando que existem alternativas na democracia e dar valor ao seu voto é uma delas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + dezesseis =