CONSTATAÇÃO: O Governo Lírio Dagort e Adriano Bortolanza mais uma vez demonstra descaso com os servidores da Prefeitura de Xaxim

postado em: Notícias | 0

Xaxim- Parece que não é apenas o prefeito Lírio Dagort (PSD) que não quer conversar e negociar com os servidores da prefeitura de Xaxim, mas o conjunto da Administração que está virando as costas para os servidores. O sentimento dos servidores que realizaram greve na segunda-feira (02), foi de descaso por parte da Administração Municipal.

Os servidores se concentraram em frente da prefeitura de Xaxim a partir das 7hs30min. A prefeitura estava fechada com expediente no turno apenas da tarde, devido ao jogo do Brasil na Copa do Mundo. Uma caminhada pelo Centro do município foi realizada, para que a população saiba da insatisfação dos servidores com relação a Administração Municipal que acumula uma dívida com a categoria.

A tarde, com a prefeitura aberta, a Comissão de Greve se dirigiu ao gabinete do prefeito Lírio Dagort (PSD) para conversar com o vice-prefeito Adriano Bortolanza (PSD), já que o prefeito Lírio encontra-se em viagem ao estado do Amazonas, mas a Comissão foi informada que o vice-prefeito também estaria em viagem.

Os grevistas se dirigiram até a Secretaria de Educação para conversar com o secretário de Educação e Cultura Rubens Marafon, na secretaria foram informados que o secretário estaria na prefeitura. A comissão foi até a prefeitura, mas o secretário não se encontrava no local e não foi mais localizado.

Mais uma vez sem negociar e com os pontos da pauta sem serem discutidos com a Administração, no final da tarde, os servidores decidiram realizar nova Assembleia que acontecerá no dia 03 de agosto para organizar a paralisação do mês.

Reivindicações da categoria data-base 2018:

1- Reajuste de 6,81% para todos os servidores;

2- Acréscimo na Regência de Classe aos professores de 2% retroativo a fevereiro/2018;

3- Progressão por Curso e Assiduidade aos professores de 2% retroativo a março/2018;

4- Progressão por Mérito dos servidores de 1% referente a 2018.

Reivindicações pendentes data-base 2017:

1- Resíduo de reposição de 3,47% referente a data-base maio/16 devido aos servidores;

2- Resíduo de reajuste de 4,47% referente a data-base maio/16 devido aos professores;

3- Progressão por Mérito dos servidores de 1% referente a 2017;

4- Acréscimo de 2% a Regência de Classe dos professores referente a fevereiro/2017;

5- Progressão por Cursos e Assiduidade de 2% dos professores referente a março de 2017;

6- Cumprimento da Lei nº 168/2015 que regulamentou aumento de vencimento para os cargos integrantes da equipe de Enfermagem;

7- Pagamento do reajuste aos professores de 7,64% referente ao Piso Nacional do Magistério em 2017;

8- Reposição Salarial aos servidores de 3,99% referente a maio/2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 9 =