Ontem, 10/04/18, estive juntamente com os companheiros Cesar Feitosa, Adriano Weirich, Dionis Toigo, a jornalista do Sindicato Silvia Menegatti e inúmeros servidores sindicalizados da Prefeitura de Faxinal dos Guedes na Câmara de Vereadores deste Município.

 

Nosso objetivo coletivo foi o de apresentar a Pauta de Reivindicações da categoria apresentando os dados matemáticos do Município os quais sustentam nossas reivindicações e justificar os motivos que levaram os servidores do Município de Faxinal dos Guedes a decretarem Estado de Greve que poderá passar para Greve na próxima Assembleia de 18/04.

 

Vivemos dias difíceis em nosso país e o Oeste/SC faz parte deste momento em que direitos foram tirados dos trabalhadores/as, os investimentos do Governo Federal para os municípios foram congelados por 20 anos com o apoio de deputados e senadores da região e estado.

 

Os partidos de oposição estrategicamente articularam um Golpe juntamente com a elite brasileira e tiraram da Presidência a primeira mulher Presidenta deste País e como parte desta articulação política  prenderam o ex Presidente.  É neste cenário que estamos realizando as negociações com os Prefeitos da região em nossas datas base. Com índices de reposição medidos pelo INPC de 1,81, 1,85, 2,07 e onde o índice é o IGPM negativo ( sem reposição) a organização e mobilização dos servidores tem sido fundamental para conquistarmos algo mais que estes índices.

 

Nos municípios onde os servidores se sentem Sindicato e foram e/ou estão indo para as Assembleias a luta esta sendo significativa e dignificante para os servidores, mas nos municípios onde os servidores esperam que alguns resolvam a difícil situação, não comparecendo em massa nas Assembleias do Sindicato ou ainda entrando no jogo político partidário da oposição na Câmara e Vereadores (o que acontece em alguns municípios) o resultado é lamentável.

 

PARABÉNS aos servidores de Faxinal dos Guedes que não aceitaram o jogo do Governo em sua campanha para que os servidores se dessindicalizassem, assim como em outros municípios vereadores inescrupulosos incentivam a dessindicalização.

 

Em Faxinal dos Guedes os servidores tiveram a clareza de ficar do seu lado que é o Sindicato, portanto o lado certo da luta. Destacando que em Faxinal dos Guedes os vereadores assumiram o seu legítimo papel de ouvir o Sindicato e se colocarem a disposição para contribuir no que lhes cabe, mas em nenhum momento os vereadores quiseram cooptar o Sindicato ou agir pela entidade como aconteceu em determinado municio.

 

Professora Vania Barcellos – Presidenta SITESPM – CHR

 

 

Confira a fala da presidenta do SITESPM-CHR Vania Barcellos na tribuna da Câmara de Vereadores de Faxinal dos Guedes.