Comissão de Servidores, coordenado pelo Sindicato, protocolam Comunicado de Greve

postado em: Notícias | 0

Maravilha – No início da tarde de segunda-feira (20) a Comissão de representantes de Servidores Municipais de Maravilha e a Direção do SITESPM-CHR vestiram preto e foram para a Prefeitura protocolar o Comunicado de Greve.

Após aguardarem em frente do gabinete da prefeita Rosimar Maldaner (PMDB), a Comissão foi recebida no auditório da prefeitura, pela Secretária da Educação Roseméri Rodrigues da Silva, o Secretário da Administração, Cleiton Borgaro e o Assessor Jurídico, Igor Damarem.

O Secretário de Administração recebeu o documento e afirmou que o mesmo seria analisado. Apesar de ter protocolado o documento, a Comissão decidiu não sair da Prefeitura até não ter um posicionamento oficial, com relação a entrada dos Projetos de Lei na Câmara de Vereadores.

Alguns minutos depois os membros do Governo se pronunciaram oficialmente sobre os projetos.

Segundo o Secretário de Administração Cleiton Borgaro, existe um estudo de projetos de reformas, mas ainda não tem nada definido e nenhum projeto entraria na Câmara de Vereadores na sessão desta segunda-feira (21). Segundo ele, as informações repassadas foram equivocadas, mas existe um estudo.

Ficou acordado entre o Secretário e a Comissão Sindical que um grupo menor de servidores irá se reunir com membros do Governo para discutir as propostas dos projetos.

A Comissão Sindical que discutirá a intenção do Governo em alterar a Legislação referente aos Adicionais está formada pelos seguintes servidores: Jair Fulber- Presidente da Coordenação, Edina Duranti- Caic, Fabiane Franco- Caic e Cei Branca de Neve, Silete Bevilaqua- CEI Pro-Infância, Kelly Wolf- CEI Criança Feliz, Simoni Baggio- CEI Criança Feliz, Ivandra Karling- CEI, Rejane Feyh- ESF CAIC, Richely Soares- ESF Centro I, Patricia Prevedello- Farmácia-Secretaria de Saude, Rosangela Carvalho- CEI Cantinho Feliz, Jeferson Zambiasi- Vigias, Claudir Schmitz- Secretário de Organização Sindical da Coordenação Municipal.

Segundo a presidenta do SITESPM-CHR Vania Barcellos, a decisão dos servidores em Assembleia foi correta, pois, o Governo deixou de enviar o projeto para a Câmara de Vereadores na segunda-feira (21). Por outro lado, a categoria organizada através do Sindicato deu provas à Prefeita Rosimar Maldaner (PMDB) que está mobilizada e não permitirá retrocessos nas conquistas já negociadas com Governos anteriores, e, portanto, garantidas na Lei. “O Governo está ciente que se manter a posição de alterar os Adicionais por títulos terá Greve dos Servidores Municipais”.

 

MOTIVOS DA GREVE

Na manhã de sábado (19) aconteceu Assembleia Geral, coordenada pela Presidenta do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Chapecó e Região (SITESPM-CHR) Vania Barcellos, os Servidores Municipais de Maravilha.

A Assembleia Geral deliberou pela Greve em virtude de informações recebidas através de membros do Legislativo Municipal de que existe a intenção da Secretaria Municipal de Educação e da Secretaria de Administração de encaminhar à Câmara de Vereadores Projeto de Lei visando diminuir os Adicionais por Títulos de Graduação, Pós – Graduação, Mestrado e Doutorado dos Servidores. Para agravar a situação o Governo não dialogou oficialmente com a Direção do Sindicato sobre o referido Projeto o que gerou apreensão e descontentamento da categoria.

Os Servidores Públicos Municipais de Maravilha, através do Sindicato, confirmam que, estão como sempre estiveram e estarão, dispostos ao diálogo e à negociação quanto a reivindicação de não alteração dos percentuais referentes aos Adicionais por Titulação.

Fazem parte da Comissão servidores representando as categorias da Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Secretaria de Assistência Social, Auxiliares de Serviços Gerais, Merendeiras e Vigias.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 11 =