Servidores de Nova Erechim rejeitam proposta do prefeito e decretam Estado de Greve

postado em: Notícias | 0

Na noite de quinta-feira (17) aconteceu na Escola Municipal de Nova Erechim a terceira Assembleia do SITESPM-CHR com os Servidores Municipais.

A Assembleia foi coordenada pela presidenta do Sindicato Vania Barcellos e pela presidenta da Coordenação Municipal Ieda Pertuzatti.

Infelizmente continua o impasse em Nova Erechim, porque o prefeito respondeu a Pauta de Reivindicações da categoria, através de ofício, mantendo sua posição de reposição de 1,55% e aumento de 5% no Auxílio Alimentação.

Os servidores presentes na Assembleia, por unanimidade rejeitaram mais uma vez a proposta do prefeito Nédio Cassol (MDB) e ratificaram a proposta da Pauta de Reivindicações de 1,69% de reposição referente a data-base maio/2018 e 4% de aumento real.

A Direção do Sindicato e os servidores presentes na Assembleia mantém esta proposta porque o prefeito Nédio tem folga no seu orçamento para pagar essas duas reivindicações, pois o comprometimento com a folha fechou o ano de 2017 em apenas 40%.

Por isso, o prefeito pode pagar a reivindicação dos servidores e ainda ficar com folga no seu orçamento municipal.

Além de rejeitaram a proposta do prefeito, os servidores decretaram o Estado de Greve na prefeitura de Nova Erechim. O prefeito foi comunicado na manhã de hoje do Estado de Greve e também foi solicitada uma reunião com uma comissão que foi eleita na Assembleia para discutir esse impasse na negociação.

Haverá uma nova Assembleia na próxima sexta-feira (25), às 19hs na Escola Municipal para avaliar os rumos do movimento, se o prefeito não atender as reivindicações da categoria será decretada greve no município de Nova Erechim.

Segue o comunicado do Estado de Greve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *