Reajuste de janeiro deve passar de 12%

postado em: Notícias | 0
A Campanha Salarial do Sindicato – AQUI TEM TRABALHO, FALTA VALORIZAÇÃO – conquistou um importante reajuste para janeiro de 2022, mas a luta continua para recuperar 100% do valor real do salário dos Servidores Municipais de Chapecó.
 
A campanha salarial que o Sindicato levou para todos os locais de trabalho e a pauta de reivindicações, aprovada na Assembleia Geral Municipal e apresentada ao prefeito e vereadores, cobrava a reposição da inflação acumulada em 2020 e 2021, porque o último reajuste que zerou a inflação foi em janeiro de 2020.
 
O prefeito acordou com os vereadores da sua base de apoio a reposição do INPC de 2021 e mais 1%, dizendo que esse 1% seria ganho real. Na verdade, esse 1% repõe uma pequena parte do INPC de 2020 que foi de 5,45%.
 
Portanto, no reajuste aprovado, ainda falta 4,45% do INPC de 2020.
 
O prefeito, quando não deu o reajuste em janeiro de 2021, tirou 5,45% do valor real dos nossos salários durante esse ano, deixando de fora esses 4,45% do reajuste de janeiro de 2022, vai tirar 4,45% do valor real dos nossos salários em 2022.
 
O reajuste aprovado que dará em torno de 12% (o total depende do INPC de novembro e dezembro) recupera em boa parte nossos salários. Comparado com janeiro de 2020 quando foi zerado a inflação pela última vez, agora em dezembro, devido a inflação de 2020 e 2021, nosso salário está com apenas 83,55% do seu valor real (poder aquisitivo). Com o reajuste aprovado, em janeiro voltará a ser de 95,55% do valor real de janeiro de 2020.
 
Por isso que não podemos concordar com o prefeito e dar por perdido o INPC de 2020. Se o reajuste aprovado para janeiro de 2022 vai repor o INPC de 2021 mais 1%, na nossa conta, esse 1% não é ganho real, é parte da reposição do INPC de 2020 que foi de 5,45%. Repondo esse 1%, ainda faltará 4,45% que fica em dívida da prefeitura com os servidores municipais.
 
A Direção do Sindicato considera que a nossa campanha salarial – AQUI TEM TRABALHO, FALTA VALORIZAÇÃO – deu conta de revelar a realidade que vivemos na Prefeitura de Chapecó e mexer com o governo municipal no sentido de encaminhar o reajuste. A reposição do INPC de 2021 mais 1%, retoma uma boa parte do valor real do salário que tinha sido perdida pela inflação de 2020 e 2021, mas a categoria, através do seu Sindicato, vai continuar cobrando a reposição também desses 4,45% do INPC de 2020 que nesse momento ficou de fora do reajuste.
 
Iniciamos 2021 com 5,45% de perda salarial; vamos iniciar 2022 com 4,45% de perda salarial. Zerar essa perda salarial será uma das lutas de 2022.
 
Texto: Lizeu Mazzioni – Direção do SITESPM-CHR
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 7 =