REAJUSTES APRESENTADOS PELO PREFEITO DE MARAVILHA NÃO ATENDEM AS EXPECTATIVAS DOS SERVIDORES

postado em: Notícias | 0

O Prefeito Sandro Donatti (MDB) apresentou decisão quanto ao que concederá aos servidores neste ano de 2022.

1- Os professores ACTs NÃO HABILITADOS receberão 33,24% de reajuste passando o vencimento para R$ 3.860,94;

2-Os professores ACTs HABILITADOS receberão R$ 3.860,94    mais 10% pela habilitação de graduação passando o vencimento para R$ 4.247,06;

3-Os professores EFETIVOS/CONCURSADOS receberão 17,26% sobre o vencimento base;

Segundo a professora Vania Barcellos Presidenta do Sindicato   o Prefeito, no ofício, não se manifestou quanto aos valores, se os mesmos serão retroativos a janeiro de 2022, ou a partir da aprovação da Lei, ou se farão alteração no Plano de Carreira do Magistério como já foi feito em anos anteriores tirando direitos e criando diferenças de remuneração entre os professores. “Esta omissão sobre a data de pagamento preocupa o Sindicato, destaca Vania.”

O professor Jair Fulber coordenador do Sindicato em Maravilha destaca que a decisão do Prefeito em conceder apenas 17,26% aos professores efetivos não segue o que determina a Lei do Magistério de Maravilha, a qual garante o reajuste do Piso do Magistério vinculado aos Adicionais de Títulos (Graduação, Pós – Graduação, Mestrado e Doutorado). “É frustrante para os professores não terem sua remuneração adequada conforme a Lei municipal, desabafa o professor Jair.

Para os demais servidores o Prefeito decidiu que o menor vencimento do município passará a ser de R$ 1.400,00. Fazem parte desta faixa salarial os Vigias, Auxiliar de Serviços Gerais, Auxiliar de Serviços Gerais da Educação, Agente Administrativo, Motorista do SAMU, Recepcionista e Auxiliar de Enfermagem. Segundo os dirigentes sindicais o valor está entre os mais baixos da base do Sindicato que reúne 43 municípios. A Presidenta Vania lamenta que estes servidores estão recebendo menos que o Salário Mínimo Nacional desde janeiro de 2022 e agora receberão este pequeno aumento. Vania, complementa dizendo: “além de ser um valor que não responde as funções desempenhadas por estes servidores o Prefeito não assumiu pagar a diferença inferior ao salário mínimo nacional que não é pago desde janeiro/22, lamentável, exclama a dirigente sindical. A Presidenta Vania complementa dizendo que o valor de R$ 1.400,00 fica abaixo da primeira faixa do Piso Salarial de SC que é de R$ 1.416,00, portanto, estes colegas receberão um vencimento inferior   ao menor salário pago na iniciativa privada no município de Maravilha, a situação é assustadora, nas palavras da dirigente.

4-Para os demais servidores foi apresentada a projeção de concessão de 12% na data base maio.

A Direção do Sindicato lamenta o tom ameaçador quanto a possibilidade de pagamento de salários parcelados e demissões, no ofício encaminhado à Entidade assinado pelo Prefeito em exercício senhor Jonas Dall’Agnol.  “Foi desrespeitoso o ofício neste quesito, pois não é adequado o Chefe do Executivo ameaçar servidores municipais para que os mesmos não reivindiquem valorização salarial acima do concedido. Atitude, no mínimo, desnecessária e destoante com o século XXI. Complementa a Presidenta Vania.

A Direção do Sindicato estará realizando Assembleia Municipal online, na próxima sexta-feira, 18/02, às 18:30h, para ouvir a avaliação e encaminhamentos apontados pelos servidores sindicalizados.

 

Reelise divulgado na imprensa sobre os ajustes salariais decidido pelo Prefeito aos servidores da Prefeitura de Maravilha. Confira:👇

REAJUSTES APRESENTADOS PELO PREFEITO DE MARAVILHA NÃO ATENDEM AS EXPECTATIVAS DOS SERVIDORES

 

 

Confira o ofício encaminhado pelo prefeito:

oficio resposta do prefeito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =