Servidoras Auxiliares de Serviços Gerais e Servidores do DMER da prefeitura de Palmitos iniciam greve nesta segunda-feira 08/05

postado em: Notícias | 0

Na manhã de segunda-feira (08/05) uma chuva fina caia em Palmitos, por isso, um bom chimarrão, casaco e guarda-chuvas fizeram parte do cenário em frente da prefeitura do município. Isso porque as servidoras Auxiliares de Serviços Gerais e os servidores do DMER iniciaram uma greve histórica, a primeira greve dos Servidores Municipais da prefeitura de Palmitos.

Motivos que levaram às Auxiliares de Serviços Gerais à greve
1- Não concessão de aumento real ao vencimento inicial, que atualmente está abaixo do salário mínimo nacional, R$ 1.297,50 mais um complemento de R$ 4,50. A prefeitura concedeu um abono de R$ 200,00, que não contempla a valorização salarial destes servidores, na carreira. As mesmas reivindicam o valor de R$ 1.800,00 para o vencimento base do cargo.
2- Não pagamento do Auxílio- Alimentação para os servidores em Contrato Temporário (ACTs), o que impõe injusta discriminação.

Reivindicações dos Servidores do DMER:
As reivindicações dos servidores do DMER são de aumento no valor do vencimento base/inicial dos cargos:
Operador de Máquinas reivindicam R$ 2.800,00; Motoristas reivindicam R$ 2.500,00 e os cargos de Pedreiro e Eletricista reivindicam R$ 1.900,00.

Após abertura da greve, uma Comissão de Greve foi formada e foi ao gabinete do prefeito Odair Jocely Enge comunicar a greve e solicitar uma negociação. O prefeito recebeu a comissão e depois de uma longa conversa uma proposta foi construída:

1-O Executivo encaminhará à Câmara de Vereadores Projeto de Lei visando incorporar o abono de R$ 200,00 ao vencimento inicial de todos os servidores a ser pago na folha de pagamento de junho de 2023;
2-Não desconto do dia de trabalho (08 de maio de 2023) dos servidores que participaram da greve.

A Comissão de Greve apresentou a proposta aos Servidores que aprovaram a mesma por unanimidade colocando fim à greve.

A tarde os servidores foram à Câmara de Vereadores onde conversaram com os vereadores e a presidenta do SITESPM-CHR Vania Barcellos fez uso da tribuna onde falou sobre os motivos que levaram os servidores à greve e as conquistas que o movimento garantiu para todos os servidores da prefeitura de Palmitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 4 =