Sindicato aguarda resposta do Prefeito de Águas de Chapecó com relação as reivindicações apresentadas, caso a resposta não atenda as expectativas, servidores poderão entrar em greve a partir do dia 13 de junho

postado em: Notícias | 0

Na última sexta-feira (02/06), aconteceu a reunião a pedido a Direção do Sindicato com o Prefeito Leonir Hentges, sobre a reunião tornamos de conhecimento dos servidores e população o que segue:

A Direção do Sindicato solicitava por reunião de negociação desde outubro de 2022, a qual somente aconteceu na semana passada;

Na reunião ratificamos as reivindicações pendentes:
A)- Piso mínimo para os Serviços Gerais de R$ 1.700,00;
B)- Aumento de R$ 300,00 nos vencimentos dos demais servidores;
C)- Adequação do vencimento dos profissionais da educação com Licenciatura Plena ao Piso Nacional do Magistério (R$ 4.420,55) retroativo a janeiro de 2023;
D)- Pagamento do sobreaviso aos motoristas da Secretaria de Saúde;
E)- Contagem do tempo de durante a Pandemia para concessão de Licença Prêmio e pagamento de progressão.

Na reunião os dirigentes do Sindicato contra argumentaram sobre posições do Prefeito acerca do desempenho dos servidores e da valorização salarial, por exemplo, o Prefeito apresentou uma folha de pagamento de um servidor, que já tem um tempo considerável de Prefeitura, que possui os adicionais de Ensino Fundamental, Ensino Médio, Faculdade, horas extras, mais Progressões o que faz com seu salário se diferencie da maioria dos servidores de Águas de Chapecó.

O Sindicato avalia não ser justa a análise do Prefeito, pois grande parte dos servidores passaram pelo estágio probatório a pouco tempo, portanto, ainda não possuem carreira para incrementar sua remuneração, isto vai começar a acontecer a partir de 10 ou 12 anos de Prefeitura.

Ao final da reunião o Prefeito se comprometeu em responder as reivindicações, o Sindicato aguarda a resposta ainda nessa segunda-feira (05/06).

Como na reunião não houve definição do Prefeito sobre os pontos reivindicados os dirigentes sindicais protocolaram o Comunicado de Greve que iniciará dia 13 de junho, caso a resposta do Prefeito não atenda as expectativas dos servidores.

Destacamos que na reunião o prefeito se manifestou em concordância com dois pontos da Pauta, mas não apresentou proposta quanto ao aumento salarial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − um =